Arquivo | Feijoada RSS feed for this section

Elídio Bar: Tradição e fartura em um só lugar!

5 fev

Sabadão, calor, dia lindo de sol… Perfeito para AQUELA fejuca! E hoje saboreamos uma velha conhecida, mas que ainda não havia passado pela nossa avaliação!

A bola da vez foi o Elídio Bar. Para os que apreciam ar boêmio e o futebol, o Elídio é um prato cheio. Este bar possui mais de 50 anos e tem como decoração centenas e centenas de quadros relacionados ao futebol, com alusão especial ao nosso glorioso Moleque Travesso (Juventus da Mooca). Os acepipes de balcão também são considerados como um dos melhores de SP, além é claro de servirem uma excelente feijoada às quartas, sábados e domingos.

foto 5.JPG

Eu sou da Mooca, Belo!


Este local é um recanto à parte para nós. Aliás, tanto gostamos de lá, que nosso noivado aconteceu num sábado de sol, com muita fejuca, no Elídio!

Para compor a “mesa julgadora”, desta vez fomos acompanhados por um casal de amigos que nos ajudaram a avaliar a nossa Diva! Tainá e Arthur degustaram e avaliaram conosco, item por item! E olhem que de carne eles entendem, afinal, a Tainá é a “princesinha do Charque”!

 

foto 1.JPG

Da esq. para a direita: Tainá (Princesinha do Charque rs), Arthur, Arthur e Pri.


Sentamos no andar de cima, como fazemos habitualmente, e pedimos a feijoada light (sem rabo, pé e orelha) para 3 pessoas. No Elídio o valor do prato pode até ser caro (R$ 105), mas a fartura é MUITA. Quase nunca saímos de lá sem a famosa “marmita” rs…

Como entrada, pedimos o aclamadíssimo “Bolinho do Elídio” (R$ 5,20 a unidade), um quitute de carne moída temperado no ponto e extremamente macio. Não deixe de experimentar esta belezura. Adicione a pimenta da casa e seja feliz!

foto 4.JPG

Bolinho do Elídio: Isto é INCRÍVEL…

 

Após alguns minutos batendo papo e degustando o Bolinho, eis que chegou a “Preciosa”. No Elídio o serviço costuma ser muito rápido e os garçons extremamente atenciosos. O atendimento nunca deixou a desejar.

As guarnições estavam bem apresentadas, todas separadinhas, com direito a mandioca frita, torresmo e bacon! Uma delícia! Só não tinha a bananinha à milanesa, mas a mandioca fez bem o papel, e estava bem sequinha!

 

foto 5.JPG

foto 4.JPG

foto 3.JPG

Fazer borbulhas de amor pra te encontrar…


Achamos que o bacon estava um pouco salgado demais, porém o torresminho compensou: extremamente sequinho, crocante e fácil de mastigar.

As guarnições são boas. Mas, com exceção do torresmo, sentimos que falta um “quê a mais” para os complementos.

Por outro lado, o feijão do Elídio é digno de respeito e está na nossa opinião entre os melhores! Bem encorpado, grosso, cremoso, quase sem caldo. Do jeito que nós gostamos! O Arthur (não o fejuqueiro do blog, o nosso convidado!) já disse que gostaria que tivesse um pouco mais de caldinho! Mas as carnes foram consenso – todos gostaram muito das carnes já quase desmanchadas no feijão! É nítido que no Elídio todas as carnes são cuidadosamente selecionadas e que apenas ingredientes de qualidade entram no cardápio.

Sabe quando a gente comenta sobre a “cumbuca borbulhando”? Pois então, a Fejuca Perfeita deve chegar à mesa na forma do vídeo abaixo. E o Elídio é o grande exemplo disso:




De forma geral o Elídio Bar proporciona uma experiência fejuqueira muito interessante! Na nossa opinião, as guarnições ainda podem ter um “upgrade” mas no geral o bar é uma excelente dica e talvez a melhor fejuca da Mooca. Para você que costuma ir aos jogos da Javari apreciar o Juventus às 11 da manhã, não deixe de passar no Elídio antes de voltar pra casa.

 

foto 4.JPG

 

foto 2.JPG

 

foto 1.JPG

 

 

Abraços Fejuqueiros e até o próximo post!

 

Nossa avaliação PAFEQ – Padrão FEJUCA de Qualidade


FEJUCA:  4,38
Feijão: 4,5
Paio: 4,25
Linguiças: 4,75
Costelinha: 4,25
Carne Seca: 4,16
Rabo/Pé/Orelha: NA

 

Guarnições: 3,58

Arroz: 3,75
Torresmo: 4,62

Bacon: 3,5

Farofa: 3,25
Couve: 3,75
Molhinho de Pimenta: 2,75

Bisteca: 3,5

Ambiente:  4,37
Serviço: 5

AVALIAÇÃO GERAL PAFEQ:  4,19


Serviço

Elídio Bar
Endereço: Rua Isabel Dias, 57 – Mooca, BELO!! (Eles também possuem um bar no Mercadão, mas a gente acha a matriz da Mooca muito melhor!)
Fone: (11) 2966-5805
Feijoada light para 3 pessoas (que servem 4 tranquilamente: R$ 105,00
Chopp Brahma: 5,70 (R$ 5,90 Black)
Caipirinha: R$ 9,50
Refrigerante: R$ 3,70
Valet: R$ 15,00

 

 

 

 

 

 

 


Bar da Dona Onça: Feijoada de respeito!

27 nov

Olá, Confrade da Cumbuca! Promessa é divida, e cá estamos aqui novamente em busca da melhor feijoada de São Paulo.

Há algum tempo ouvimos falar de um bar bem tradicional, encravado no famoso “centrão” de SP. Trata-se do Bar da Dona Onça, localizado no térreo do edifício Copan.

Com atmosfera típica da antiga boemia paulistana, o bar que possui charmosas estampas de onça por todos os lados ostenta diversos prêmios, já foi considerado pela mídia como o melhor bar para debulhar uma Fejuca na Terra da Garoa.

IMG_0753.jpg

 

IMG_0764.JPG

Chegamos por volta de 12:30 no local que já estava cheio, mas sem fila de espera. Fomos atendidos pelo maitre, que prontamente nos acomodou em uma mesa para dois lugares. E aqui cabe o que foi, para nós, o ponto fraco do local: a distância entre as mesas é extremamente pequena. Este tema é, aliás, um problema de muitos bares da nossa cidade, que já foi inclusive matéria de capa da Vejinha. Uma coisa é buscar clima aconchegante, e outra coisa é fazer você praticamente se acotovelar com o cliente ao lado na hora de cortar a costelinha…

IMG_0761.JPG

(4 dedos de distância é sacanagem, né?)

 

Tentamos mudar para uma mesa maior, pois já sabíamos que a Fejuca iria ocupar todo o espaço da mesa. A tentativa foi frustrada, e acabamos ficando por lá mesmo.

Passado o desconforto inicial, tentamos relaxar e usufruir do bar. O menu do Dona Onça é repleto de coisas diferentes e voltados à uma mistura de comida de boteco com culinária brasileira de alto padrão.

Dica: o menu não tem Fejuca como opção! Você vai ter que pedir diretamente para o garçom, ok? Lá eles servem porções individuais ou para 2. A versão para 2 pessoas está R$ 79,00. (Ok, também achamos caro, mas a experiência gastronômica acabou compensando…)

Tirando a parte da mesa apertada, o serviço dos caras é de primeira. Os pequenos detalhes fizeram a diferença desde o início, a começar pela cordialidade dos garçons. Ao começar observar a mesa, avistamos uma charmosa e DELICIOSA pimenta da casa que vale a pena provar juntamente com algum quitute de entrada (dica: bolinho de espinafre. Não comemos, mas ficamos babando na porção da mesa ao lado. Coma lá e depois conte pra gente como é rs).

IMG_0754.jpg

Em poucos minutos já estávamos sendo servidos. Uma série de coisas diferentes começaram a pousar na nossa mesa, e o prato das guarnições tinha uma personalidade única, diferente de todas as outras fejucas que já comemos (e olha que não foram poucas). Juntamente com arroz e couve, o Dona Onça traz um prato de acompanhamento digno de repeteco: Maxixe, Abóbora bem cozida e “desmanchante”, laranjas bem cortadas e docinhas, e duas MARAVILHAS que não iremos esquecer tão cedo: a COSTELINHA SUÍNA FRITA e o TARTAR DE BANANA. Simplesmente não teríamos palavras para descrever o sabor destas duas delícias que estão escritas em negrito, você vai ter que ir lá e tirar as próprias conclusões. Só isso já valeria o show:

IMG_0757.JPG

(Dessa vez não sentimos falta do torresmo nem da banana à milanesa. O pessoal do Dona Onça conseguiu provar pra gente que pequenas alterações na receita original podem elevar a experiência fejuqueira…)


Depois de alguns minutos em silêncio degustando as maravilhas daí de cima, fomos finalmente ATACAR a nossa AMADA, aquela que é a razão de existência desse blog. Uma Feijoada Completa, tradicional, sem preocupações light, que a princípio chega até a assustar pela quantidade de pertences: Rabo, pé, orelha, carne seca, linguiça portuguesa, paio etc. Para um fejuqueiro mais roots, é sem dúvida um prato cheio. Para a vertente mais light (se é que existe isso quando falamos de Fejuca), confesso que vai gerar desconfiança inicial, até porque o feijão fica totalmente concentrado na parte inferior da cumbuca, o que “força” o fejuqueiro a inevitavelmente ter que transferir alguns pertences para o prato antes de buscar o feijão.

IMG_0758.jpg

IMG_0759.jpg

(A couve podia ser refogada, né?)

 

Mas o fato é que o Dona Onça realmente entende do metiê. A Fejuca, que chegou bem quentinha, é nitidamente preparada com ingredientes de altíssima qualidade e com cuidado suficiente para que você consiga perceber o sabor de cada pedacinho. E o melhor é que a sensação “pesada” não ficou presente, conseguimos comer dois pratos cada um e a caminhada até o carro ocorreu sem maiores transtornos!

Os pontos fortes ficaram para as linguiças, para a Carne Seca e para a Costelinha. A FEJUCA EM SI é um ESPETÁCULO. As guarnições, com exceção do arroz (que poderia ser um pouquiiinho mais “papa”) e da couve (que não é refogada, e estranhamente temperada com limão, deixando a impressão de estar comendo uma salada), complementam a experiência acima da média que tivemos no Dona Onça.

Ao final, pedimos um cafezinho e a conta, que chegou acompanhada de um digestivo, alguns cajuzinhos e doces de leite. Pequenos mimos que fizeram a gente praticamente esquecer que estávamos tão abarrotados pelas mesas ao lado…

Pois é, amigo! Se você está procurando uma Fejuca de RESPEITO, o Dona Onça tem tudo para te oferecer uma experiência fantástica. Ar boêmio, serviço exemplar e sabores autênticos fizeram o Dona Onça tirar 4,25 no PAFEQ e tornar-se uma das nossas prediletas até agora. Se eles resolverem este problema das mesas, provavelmente chegarão muito próximos do nosso maior índice até agora, que foi o do Paribar.

IMG_0760.JPG

IMG_0762.jpg

IMG_0763.jpg

Uma última coisa: Na semana que vem iremos nos despedir dos posts de 2011 avaliando um local MUITO TRADICIONAL da boemia paulistana. Será que vai acontecer alguma coisa em nossos corações, assim que cruzarmos a Ipiranga com a São João? Aguardem!

 

Ah, e você sabia que existe uma Fejuca francesa? Será que ela consegue brigar com a brasileiríssima feijoada? Em Dezembro, novidades internacionais!

 

Abraços Fejuqueiros,

Pri e Arthur

 

Nossa avaliação PAFEQ – Padrão FEJUCA de Qualidade

FEJUCA:  4,625
Feijão: 4,25
Paio: 4,5
Linguiças: 5
Costelinha: 5
Carne Seca: 4,5
Rabo/Pé/Orelha: 4,5

 

Guarnições: 3,95

Arroz: 3,5
Torresmo/Bacon: NA
Farofa: 3
Couve: 3,25
Molhinho de Pimenta: 4

Costelinha Frita: 5
Banana: 5

 

Ambiente: 4
Serviço: 3,5

AVALIAÇÃO GERAL PAFEQ:  4,25


Serviço

Bar da Dona Onça
Endereço: Avenida Ipiranga, 200 – São Paulo – SP
Fone: (11) 3257-2016
Feijoada para duas pessoas: R$ 79,00
Cerveja Original: R$ 9,00
Refrigerante: R$ 5,00
Possui carta de cervejas e vinhos.